Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


192 ANOS DE IMIGRAÇÃO ALEMÃ EM SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA

Publicado em 01/03/2021 às 20:01 - Atualizado em 01/03/2021 às 20:01

Hoje é um dia especial, comemoração aos 192 anos da imigração alemã, fato que concedeu ao nosso município o título de Primeira Colônia Alemã de Santa Catarina.
O brigue Luíza atracou em Desterro, hoje Florianópolis, em 7 de novembro de 1828, trazendo os primeiros imigrantes. O bergantim Marquês de Viana, 5 dias depois, chegou com mais um grupo. Eram em torno de 146 famílias, há registro que foram 166.
Parte do grupo de imigrantes e soldados que aportaram na capital veio para São Pedro de Alcântara no ano seguinte fundando a colônia em 1º de março de 1829. Mais tarde, alguns imigrantes seguiram para diversas partes do Estado, principalmente no Vale do Itajaí.
Os que permaneceram se dedicaram ao cultivo da terra e ao desenvolvimento da cidade. Ao chegarem aqui, conheceram uma realidade não menos dura do que a encontrada na Alemanha e sabiam que o acolhimento pelo Brasil tinha como finalidade povoar áreas, até então pouco exploradas economicamente, era preciso desenvolver a policultura em pequenas propriedades.
Mas apesar das dificuldades, a população de São Pedro de Alcântara aumenta. Em 1830, chegaram mais 14 famílias à colônia.
Embora o município tenha marcado a história como Primeira Colônia Alemã, é importante registrar que a riqueza do nosso povo se faz também com os descendentes dos negros que aqui já viviam, portugueses, luxemburgueses e outros que se somaram nessa cultura imigratória.
Um dos maiores símbolos de nossa terra, nossa igreja matriz, construída no primeiro centenário da imigração alemã, em 1929, brilha em um dos pontos mais altos da nossa cidade para nos fazer lembrar sempre que cada detalhe que lá existe foi feito e talhado pelas mãos dos que chegaram aqui na esperança de uma vida melhor que aquela que os retirou do lugar onde nasceram.
 
ICH LIEBE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA!